Veja como está o crescimento do mercado de crédito no Brasil

O Brasil vem enfrentando uma crise econômica desde 2014, com altas taxas de desemprego, de inflação e elevação dos preços. O dinheiro está tão curto para pagar todas as contas, que é preciso recorrer ao mercado de crédito.

Fazer um empréstimo pessoal é uma das alternativas para quitar dívidas, fazer alguma compra ou mesmo viajar. Porém, antes de adquirir um empréstimo é preciso avaliar se é o momento mais apropriado, para que você não assuma algo que possa complicar sua vida financeira.

Por isso, fizemos este artigo para que consiga analisar o mercado. Acompanhe!

O que é mercado de crédito?

O mercado de crédito é o conjunto de operações realizadas com prazo curto (menos de um ano), médio (de um a cinco anos) ou aleatório (acima de cinco anos), para dar o aporte de caixa que as pessoas físicas ou jurídicas precisam naquele momento.

São soluções de empréstimo e financiamento oferecidas por instituições financeiras da seguinte forma:

  • para pessoa física, os créditos são o consignado, direto ao consumidor, cheque especial, cartão de crédito, leasing, dentre outros;
  • para pessoa jurídica, os créditos são o empréstimo para capital de giro, financiamento para máquinas e equipamentos, financiamento de projetos etc.

Ao realizar um acordo de crédito é preciso estabelecer o valor do montante negociado, sua forma de pagamento, a taxa de juros pré ou pós-fixada, as garantias ofertadas como o aval, imóveis, máquinas, ativos financeiros dentre outros e para que serão usados os recursos.

É um momento bom para buscar crédito no mercado?

Segundo a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi), o ano de 2019 é bastante favorável, pois o crescimento da economia do Brasil deve ficar entre 2,5% a 3%.

O Produto Interno Bruto aumentará em média 1,4%. Esses dois dados darão condições de se fixar a taxa de juros em 6,5% ao ano. Junto a isso, acredita-se em uma inflação abaixo da meta — 4,25%. São panoramas que ajudam a fortalecer o mercado de crédito para este e os próximos anos.

Qual o impacto das fintechs no mercado?

As fintechs têm revolucionado o mercado de crédito com soluções em serviços financeiros — beneficiando não somente os usuários físicos e jurídicos, mas também o mercado, ela tem sido uma tendência de negócio

Muitos dos serviços oferecidos pelas fintechs são os mesmos ofertados pelas instituições financeiras como cartão de crédito, financiamento, seguros, contas etc. O diferencial está em uma estrutura enxuta, simples, desburocratizada e ausência de tarifas e taxas em alguns produtos.

A experiência do usuário é o que impacta os negócios das fintechs, pois os clientes têm autonomia na gestão do seu crédito, não enfrentam filas, não têm que ficar enviando documentos ou prestar conta de sua vida.

Essa expansão tecnológica veio de encontro com a geração Y no mercado, que já está imersa no mundo digital, buscando soluções para suas necessidades cada vez mais rápidas. Mas as mudanças de comportamento estão atingindo gerações anteriores que vêm se adequando ao novo formato online.

Com as fintechs é possível economizar e encontrar serviços melhores, pois as startups oferecem as taxas de juros mais baixas em relação ao que os bancos tradicionais têm, além de usar a inteligência artificial para fazer as análises de créditos com aprovação online. Elas vêm mudando o mercado de crédito do mundo todo, sendo um sistema que veio para ficar. 

Aproveitando esta tendência das fintechs, os bancos do nicho de crédito consignado vem investindo em tecnologia para gerar comodidade aos seus clientes ao contratarem empréstimos de forma online, sem saírem de casa.

Quais as projeções para o próximo ano?

O Banco Central apresentou uma estimativa satisfatória para 2020, pois o PIB ficou estipulado em 2,50%, inclusive para 2021 e 2022. A inflação está prevista em 4%, porém para 2021 e 2022 poderá chegar a 3,75%. Já a taxa de juros ficou entre 7,25% a 8% ao ano para 2020 até 2022.

O objetivo é reduzir os juros para diminuir os custos do crédito e incentivar a produção e o consumo do mercado brasileiro.

Diante deste cenário, o momento está propício para fazer empréstimo e financiamento, pois o mercado de crédito está sendo estimulado para que a população consiga colocar sua vida financeira em ordem, ou mesmo aproveitar para empreender e começar um novo negócio.

Aproveite para ampliar seu conhecimento e aprenda como identificar as oportunidades de negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *