Como fazer o fluxo de caixa da sua franquia de forma eficiente?

Controlar as finanças de seu negócio é primordial para que você tenha sucesso. Por isso, é tão importante saber quanto de dinheiro que entra e quanto sai de sua franquia. Esse controle é feito por meio do fluxo de caixa porque as movimentações ocorrem em tempos diferentes.

Desse modo, é preciso saber como organizar receita e despesa, criar planilhas e analisar os dados a serem inseridos, bem como separar as contas pessoais daquelas da empresa. Feito isso, o gestor identificará quanto de recursos financeiros tem disponível, em que foram investidos, entre outras informações.

O fluxo de caixa é importante para qualquer tamanho de empresa. Pensando nisso, fizemos este artigo com o intuito de ensinar como fazê-lo de maneira eficiente. Pronto para aprender? Boa leitura!

O que é o fluxo de caixa? 

O fluxo de caixa é uma ferramenta em que o empreendedor insere os dados financeiros da empresa diariamente, semanalmente ou mensalmente. Trata-se de um documento financeiro que compõe a contabilidade da franquia seguindo cinco pontos relevantes:

  • saldo inicial: dinheiro disponível em caixa e nas contas bancárias;
  • entradas de caixa: valores das vendas realizadas à vista e outros pagamentos recebidos no dia;
  • saídas de caixa: pagamentos realizados pela empresa naquele dia;
  • saldo operacional: diferença entre as entradas e saídas do caixa;
  • saldo final de caixa: somatória do saldo inicial e do operacional.

Esse procedimento gerencial auxilia no registro das transações para pagamentos e recebimentos de curto, médio e longo prazo. Assim, é possível estabelecer previsões para um planejamento financeiro e uma melhor gestão. O indicado é que sejam levantadas com antecedência as despesas, pois dinheiro na conta não necessariamente significa que esteja sobrando.

É preciso avaliar se os pagamentos dos clientes podem quitar as dívidas com os fornecedores no próximo mês. Por isso, o planejamento deve ser real para que haja um acompanhamento da evolução das receitas, variação das vendas, prazos de pagamentos ou parcelamentos a serem recebidos.

Por que esse procedimento é tão importante? 

Se houver erros ou descontrole na previsão de pagamentos e recebimentos, isso pode acarretar falta de dinheiro no caixa para arcar com as despesas do negócio, como salários dos funcionários, aluguel, água, energia, internet, entre outros.

O fluxo de caixa é relevante porque tem o potencial de promover um controle maior das entradas e saídas de dinheiro, visando à saúde financeira de sua empresa. Ao obterem os números reais, os gestores poderão tomar decisões sobre o remanejamento de valores entre setores da empresa que estejam precisando, impedir atrasos nos pagamentos dos impostos, fazer algum investimento, contratar novos funcionários etc.

Isso tudo ajuda a gerenciar os custos de maneira mais eficiente para que a empresa tenha uma visão estratégica de crescimento ou mesmo consiga reverter alguma situação negativa em tempo hábil.

No entanto, para alcançar a excelência nessa ferramenta, utilize um software integrado de gestão que mostre as informações de todos os departamentos, como compras e vendas, produção e financeiro, para saber a movimentação financeira de cada um. Afinal, todas as áreas precisam conhecer suas receitas, despesas e investimentos.

Inclusive, elas devem ter prazos diários para que os dados sejam inseridos no fluxo de caixa. Desse modo, o setor financeiro se torna uma área central, visto que terá uma visão holística da organização. Com os valores em tempo real, há a possibilidade de fazer um planejamento estratégico para o negócio.

Por isso, fazer uma boa gestão financeira começa com o fluxo de caixa, pois, desse modo, as decisões serão baseadas em dados para que outras atividades possam ser desenvolvidas. Esse documento contábil, às vezes, é subestimado pelas empresas, já que os gestores acreditam cumpre apenas deveres fiscais. No entanto, ele vai muito além disso, como pode-se verificar.

Como fazer o fluxo de caixa da sua franquia? 

Fazer um fluxo de caixa não é difícil: basta seguir as orientações abaixo, manter a organização e a periodicidade para que se tenha acesso ao saldo final diário. Veja como colocar em prática!

Saídas 

Na coluna de saídas, separe fornecedores, despesas e outras categorias. Assim, será possível preencher os valores gastos com cada um deles e analisá-los individualmente. Nas despesas, insira os custos de telefone, correio, internet, energia e outros valores administrativos. Já nas outras saídas, acrescente a amortização de empréstimos, pagamentos de impostos e investimentos que foram feitos.

Entradas 

Na parte das entradas, especifique tudo que receberá de suas vendas ou prestações pagas pelos clientes naquele dia. É muito importante que isso seja feito diariamente.

Resultado do período 

Para obter o resultado do que entrou e saiu em determinado período, some os valores da entrada e subtraia os de saída. O que sobrar é o rendimento positivo ou negativo daquela data.

Análises gráficas 

É importante fazer gráficos do fluxo de caixa porque eles permitem uma visualização geral do que está certo ou não. Diante disto, há alguns esboços que são essenciais, como:

  • análise financeira mensal — mostrar as entradas, saídas e saldo ao longo do ano vigente;
  • receitas separadas por tipo — identificar as mais relevantes e as menos importantes;
  • despesas também separadas por tipo — observar as oscilações mensais e fazer cortes necessários;
  • contas a pagar e a receber — visando ao planejamento do fluxo de caixa;
  • necessidade de caixa — ao saldo inicial do período são adicionadas as entradas e subtraídas as saídas;
  • saldo acumulado — quando bem-feito, retrata a soma do caixa, bancos, aplicações etc.

Dessa forma, analisará o movimento do fluxo de caixa de maneira que saberá se precisa de dinheiro para cobrir suas despesas, se a empresa deu lucro e real valor da Demonstração de Resultado de Exercício (DRE).

O fluxo de caixa é indispensável a qualquer negócio, visto que com ele poderá verificar se sua franquia é sustentável financeiramente e quais os pontos de melhoria relacionados aos gastos. Neste artigo, mostramos o conceito, por que ele é tão importante e como fazê-lo de modo prático. Independentemente se seu controle é realizado em planilha ou software, deve-se ter constância nos registros.

Já que está interessado no assunto de finanças, para alavancar sua franquia, procure saber mais sobre como administrar uma empresa em crescimento e tenha muito sucesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *