EMPRESTA NA MÍDIA: FRANQUIAS- MERCADO É OPÇÃO PARA MULHERES CONQUISTAREM INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA

Mulheres já são responsáveis por quase metade dos negócios do setor

O mercado de franquias continua em expansão nos últimos anos. Para se ter uma ideia, no segundo trimestre de 2019, o segmento cresceu 5,9% em relação ao mesmo período de 2018. E essa área está chamando muita atenção das mulheres, que, cada vez mais, optam pelo franchising como uma alternativa para abrir seu próprio negócio.

Hoje, de acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), as mulheres já são responsáveis por quase metade dos negócios desse setor e, entre os fatores que contribuem para o crescimento desse número, estão algumas características comuns entre elas, como maior habilidade de se comunicar e a presença de um comportamento colaborativo dentro do ambiente de trabalho.

Oportunidade

A possibilidade de flexibilidade de horários é algo que chama atenção tanto de homens quanto de mulheres, mas elas, muitas vezes, precisam associar o trabalho a outras tarefas ainda majoritariamente comuns entre o público feminino. “É bastante comum encontrar mulheres que desejam ter independência financeira, ou que após o período de licença maternidade, enfrentam dificuldades para reingressar no mercado de trabalho. Esses são apenas alguns dos motivos que despertam nelas o interesse em abrir o próprio negócio”, declara Douglas Andrade, gerente da rede de franquias Empresta Bem Melhor.

Por que investir no franchising?

Será que abrir uma franquia realmente é a melhor opção? Esse é um questionamento que muitas empreendedoras se fazem. O fato é que iniciar um negócio do zero requer inúmeros processos. Enquanto isso, no franchising, existe toda uma rede de suporte completa oferecida pela franquia que promove maior segurança para o empreendimento. “Isso também contribui para a estabilidade do negócio, já que os resultados dependerão principalmente da aplicação assertiva da marca e gerenciamento correto”.

Escolha certa

Porém, para realmente colher bons frutos, é preciso conhecer e ter alguma afinidade com o segmento da franquia. “É comum encontrar pessoas que decidem abrir negócios de segmentos que não possuem relação nenhuma com seus interesses e isso pode comprometer os resultados e, até mesmo, a qualidade do serviço oferecido”, completou o gerente. “Estar ciente da carga horária que será demandada pelo empreendimento também é indispensável para a escolha correta. E, claro, ter conhecimento dos custos necessários para começar e manter o negócio”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *