Conheça os melhores investimentos da atualidade

Está procurando tranquilidade financeira para viver de renda daqui a alguns anos? No entanto, desconhece quais são os melhores investimentos no momento? Seu desejo está na contramão da maioria dos brasileiros que se encontram endividados e não sabem como sair dessa ciranda, o que é um fator positivo para você.

Na hora de aplicar suas economias, talvez fique em dúvida quanto a investir ou empreender. Conhecendo as mudanças do mercado, você poderá sair no lucro e atingir suas metas financeiras. Para ver seu dinheiro render, é preciso entrar no jogo e se antecipar às adversidades como o cenário econômico nacional e internacional, a aprovação de reformas e tantas outras.

Por isso, vamos mostrar neste texto quais investimentos são favoráveis, mas lembre-se de ficar atento porque o panorama pode mudar, de forma que você precise fazer ajustes. Vamos lá?

Compreenda a economia atual e a importância de investir o capital

A economia brasileira começou o ano com uma lenta recuperação. Os analistas consideram que a taxa de crescimento deve ser no máximo 3% até o fim do governo de Jair Bolsonaro. O endividamento das famílias, das empresas e do governo têm travado o restabelecimento do país.

Governos anteriores fizeram investimentos em setores nada produtivos e as altas contas públicas a serem pagas estão barrando investimentos da União, dos estados e dos municípios.

Mesmo diante desse cenário, há boas expectativas por parte do mercado por conta das aguardadas reformas da previdência social e a tributária, assim como as propostas de privatizações.

É urgente que essas providências sejam tomadas, para que o Brasil retorne à sua rota de desenvolvimento e contribua para a valorização dos ativos, beneficiando os investidores. Apesar de 2018 ter sido marcado pelo sobe e desde da Bolsa de Valores, da taxa de juros e do câmbio, o futuro segue mais positivo.

Conheça os melhores investimentos

Saber em que investir é muito importante para não perder dinheiro. É melhor evitar colocá-lo em poupança, fundos DI com taxas de administração superiores a 0,4% ao ano, fundos de previdência com taxas superiores a 1,5% ao ano e CDBs que rendem menos de 95% do CDI.

Sendo assim, veja em quais categorias é mais vantajoso aplicar seus rendimentos.

Renda fixa

Para investir em renda fixa, é necessário considerar que quanto maior o prazo de vencimento, maior será também o de rendimento. Além disso, se houver mais liquidez, haverá menos ganho e se o risco for grande, melhor será o lucro. Por isso, analise seus objetivos e estratégias para poder investir nos seguintes mercados.

CDBs prefixados

Os CDBs atendem a todos os tipos de investidores — conservadores, moderados ou ousados. O que muda nesse investimento são os tipos de renda fixa, sendo prefixado, pós-fixado ou IPCA+. A maior parte de seus investimentos em 2019 devem estar em Rendas Fixas Prefixadas.

Tesouro prefixado

O Tesouro Selic oferece duas opções, as LTN (tesouro prefixado) e as NTN-F (tesouro prefixado com juros semestrais). Já a NTN-B (tesouro IPCA+) é direcionado às pessoas que querem viver de renda. Como os títulos públicos são menos arriscados, sua rentabilidade é menor.

LCI e LCA pós-fixados

As Letras de Crédito Imobiliário e as Letras de Crédito do Agronegócio são investimentos que contam com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito até o valor de R$ 250 mil, com a diferença de serem isentos de Imposto de Renda.

Eles rendem entre 92% a 98% do CDI e são as melhores opções para prazos de 3 a 12 meses, se for utilizar o dinheiro para algum objetivo com prazo programado.

Veja as oportunidades para empreender

Abrir o próprio negócio é uma forma de investimento, um pouco mais arriscado, mas há pessoas com perfis ousados que querem deixar de trabalhar como empregados. Dessa forma, podem alcançar maior autonomia, independência financeira e a perspectiva de aumentar a renda. Independentemente do esforço, é a realização de um sonho.

Setor bancário

O crescimento da economia proporcionará a expansão dos bancos privados e fintechs. Esse mercado tem sido atrativo para que investidores gerem novos negócios, principalmente pela ampliação das linhas de crédito.

Com o surgimento dos bancos digitais prestando diversos serviços sem uma agência física e com baixo custo, o mercado tem passado por transformações. No Brasil, existem mais de 300 fintechs operando no mercado financeiro, de acordo com a FintechLab.

Franquias financeiras

O mercado de empréstimos e financiamentos está bem aquecido, conforme constatou a pesquisa Cenário do Empréstimo no Brasil, feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e o Serviço de Proteção ao Crédito.

Ela mostrou que 4 em cada 10 brasileiros solicitaram empréstimos nos 12 meses anteriores à pesquisa. É um setor dentro da franchising que está se expandindo com modelos de negócios enxutos.

Imóveis e shopping centers

O crescimento populacional tem proporcionado que o setor de imóveis aumente, ofertando aos consumidores diversos tipos prédios, condomínios, casas etc. A mesma ampliação ocorre com os shopping centers, pois os clientes têm buscado locais seguros para fazerem suas compras. Isso é o resultado da mudança de comportamento do brasileiro que está performando para cima.

Saiba como escolher dentre as opções

Visto que não se trata de uma decisão fácil, você deve ter ciência de como funciona cada opção e quais serão os desafios. Por isso, coloque no papel as vantagens e desvantagens de cada uma. Avalie, ainda, se o seu perfil é de empreendedor ou de investidor.

Faça um planejamento financeiro e verifique os riscos que você correrá nas operações e dê preferência à opção que menos lhe dará problemas para preservar a sua estabilidade financeira.

Ao empreender, terá a chance de trabalhar com algo que lhe dê prazer e de colocar em prática suas habilidades para produzir um bem ou serviço que outras pessoas possam consumir.

Por outro lado, se for investir, poderá diversificar por aplicar no Tesouro Direto e em CDBs, por exemplo, aumentando a segurança do seu dinheiro.

Outra opção, é trabalhar as duas formas em conjunto. Segundo o autor Robert Kiyosaki, do livro “Pai Rico, Pai Pobre”, você pode ser investidor e dono de uma empresa, sem precisar administrá-la. Basta fazer parte do capital social e receber parte dos lucros no final do ano. Isso é o mercado de ações.

Após ter lido nossas orientações sobre os melhores investimentos, você já tem uma noção de qual caminho deve seguir. Identifique seu perfil e pesquise mais a respeito para ampliar seu conhecimento e fazer das aplicações até mesmo uma renda extra.

Já que aplicar o dinheiro em uma franquia também é uma forma de usar bem o seu dinheiro, continue se informando sobre o assunto e leia o artigo “O que é franquia? Entenda agora mesmo o modelo de negócio!”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *