Como escolher um bom ponto comercial para sua franquia?

A busca por um ponto comercial ideal para abrir a franquia precisa garantir acesso facilitado aos pedestres, acessibilidade, estacionamento, passagem de grande fluxo de pessoas e ser em uma área comercial. Esses são alguns dos critérios que devem ser considerados importantes.

No modelo de franchising, geralmente é a franqueadora que informará quais características o local deve apresentar para a implantação do empreendimento. Dessa maneira, fica mais fácil encontrar o ponto comercial que se encaixa com as diretrizes da rede.

Para facilitar a sua procura, selecionamos dicas relevantes para você analisar no momento em que estiver escolhendo o lugar para a sua franquia. Veja a seguir!

Entenda o que é o ponto comercial e a importância dessa escolha

O ponto comercial é a localização de seu comércio e, de certa maneira, influenciará no sucesso e crescimento da sua empresa. Com ele, você forma a clientela e tem o reconhecimento do espaço e da atividade em que atua.

Caso o imóvel seja alugado, o ponto pertencerá ao empresário que explora a atividade e não ao locador. Sendo assim, há um valor econômico no local.

Segundo a Lei do Inquilinato 8.245/1991, no artigo 51, há requisitos para se formar o ponto comercial. É necessário um contrato de locação com prazo determinado, podendo haver renovação sucessiva por cinco anos. O inquilino deverá explorar a mesma atividade comercial por, pelo menos, três anos seguidos.

4 dicas para escolher o ponto comercial ideal para sua franquia

Fazer a escolha certa requer uma visão estratégica, pois o empreendedor deve considerar diversos fatores, que envolvem questões geográficas, legais e financeiras.

1. Saiba o perfil do público

Conhecer o perfil do público consumidor é determinante para a seleção do ponto comercial, porque a sua franquia deverá estar onde eles se encontram. Pegue como referência a descrição dos clientes das outras unidades que têm alto faturamento, como faixa etária, gênero, renda média, potencial de consumo e o que mais puder ser levantado sobre eles.

2. Escolha um local acessível

Avalie se existem estacionamentos de veículos e bicicletas perto, se o movimento da rua dá acesso fácil a loja. Veja quais são os obstáculos que os seus consumidores podem encontrar para entrarem em seu estabelecimento. Visite o ponto em horários diferentes para checar a movimentação e os empecilhos de cada período. Um dado importante é verificar se o imóvel promove a acessibilidade para as pessoas com deficiência.

3. Atente-se ao fluxo de pessoas

Esteja nos lugares que as pessoas estão. Quanto mais consumidores circularem pela área, mais potencial de vendas você terá. Assim, observe se há situações no entorno que podem gerar mais tráfego de pessoas, como lojas com serviços essenciais, shoppings, hipermercados, faculdades, bancos, hospitais, entre outros.

4. Confira a concorrência

Analise a concorrência, pois, ao contrário do que você pensa, ela pode ajudar a atrair novos consumidores. O motivo? Todas as pessoas pesquisam antes de efetuarem uma compra e a sua loja pode entrar nessa pesquisa.

Agora, se os concorrentes forem bem estruturados e com lojas bem atraentes, é melhor procurar outro ponto comercial. Mais um detalhe que se deve considerar é a quantidade de concorrentes na região que pretende alugar.

Erros que você não deve cometer nessa escolha

A vontade de achar o imóvel certo é tão grande que pode levar você a cometer alguns erros e prejudicar a sua busca. Veja o que você não deve fazer!

Adaptar o negócio para o ponto e não o inverso

Verifique se realmente o ponto está adequado ao seu negócio. Não tente adaptar o negócio a ele, pois poderá perder as suas características e prejudicar o fortalecimento da marca e o crescimento das vendas.

Agir com base na ansiedade

Encontrar o ponto ideal gera muita ansiedade, e isso é verdade. Se tem algum já em mente, então procure por outros, pois a falta de opção gera menor chance de sucesso devido à perda do poder de barganha. Procure com calma, para que, no momento da negociação, você tenha um melhor custo.

Resumindo, o melhor ponto comercial não é o mais caro ou barato, mas sim aquele que tem as características físicas, o público adequado e as condições comerciais e legais que geram um melhor custo-benefício.

Neste post, você pôde aprender mais sobre o ponto comercial. Agora, busque conhecer como usar o marketing na franquia para potencializar as suas ações e os seus esforços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *